\ A VOZ PORTALEGRENSE: 1.º de Dezembro de 1640 / 2015

terça-feira, dezembro 01, 2015

1.º de Dezembro de 1640 / 2015

*
Hoje celebra-se o 1.º de Dezembro!
Contudo, não será bem assim. Na Escola, onde a cartilha marxista vigora desde a ‘assassina’ “Reforma Veiga Simão”, os Alunos da disciplina de História desconhecem os factos, antecedentes e consequentes, de uma data que desde 1640 é fundamental para a Independência de Portugal.
Por razões opostas, em Espanha esta data é de certa forma olvidada, porque os espanhóis nunca aceitaram a existência de uma parte da Ibéria livre e independente, que é Portugal.
A revista de divulgação da História, «La Aventura de la Historia», no seu último número, o n.º 206 de Dezembro de 2015, apresenta um dossier de vinte páginas (51 a 71) intitulado «El Portugal de los Filipes».
Nele, ‘visto de Espanha’, de uma Espanha do século XXI a braços com autonomias e independências, são estudados momentos e gentes que marcaram os sessenta anos de ocupação espanhola de Portugal.
É um contributo actual e importante para o estudo daquela época, daí ser de leitura obrigatória para quem ainda mantém o interesse pela História, e por aqueles Portuguese que ainda sente que Portugal é uma Nação.
“Filipes” e “Mouras”, forma simpática de dizer que hoje gente que não é verdadeiramente Portuguesa está à frente dos destinos de Portugal, lacaios que são dos interesses geopolíticos e geoeconómicos da União Europeia e dos EUA.
Homens como o rei D. Carlos, também Afonso Costa, Oliveira Salazar, são os “Últimos Portugueses”, Gente do século XX, o último em que Portugal foi Grande entre as Nações!
Eu celebro o 1.º de Dezembro de 1640.
Mário Casa Nova Martins
*
*

Free web page counter