\ A VOZ PORTALEGRENSE: Centenário de Franco Nogueira

terça-feira, setembro 25, 2018

Centenário de Franco Nogueira

NO CENTENÁRIO DO NASCIMENTO DE FRANCO NOGUEIRA
Celebra-se o Centenário do Embaixador Franco Nogueira. [Alberto Marciano Gorjão Franco Nogueira, 17 de Setembro de 1918, Vila Franca de Xira, 14 de Março de 1993, Lisboa].
Figura ímpar da segunda metade do século XX português, foi Gente d’Algo que sempre por si pensou.
Muito se tem dito e escrito sobre Alberto Franco Nogueira.
Sempre fui seu leitor. Tenho todas as suas obras. Um dia tive o privilégio, e a honra, de me cruzar com o Embaixador Franco Nogueira.
Fora anunciada a saída do sexto e último volume da biografia de Salazar, pela Livraria Civilização Editora.
Tínhamos um grupo, fundado quando estudantes da Universidade de Coimbra, chamado "Mensagem", e que se manteve para além desse tempo estudantil, com objectivos culturais e que já tinha organizado conferências.
Em Lisboa e Porto havia o lançamento público do livro. Nada estando previsto para Coimbra, foi decidido tentar fazer a apresentação nesta cidade.
Para tal fui mandatado para contactar com a Livraria Civilização Editora, a qual respondeu colocando-me em contacto com o Embaixador Franco Nogueira.
Trocada correspondência, fui a Lisboa, ao Círculo Eça de Queiroz, conhecer pessoalmente o Senhor Embaixador e também finalizar os pormenores da ida a Coimbra.
Tempo depois, chegava o Embaixador Alberto Franco Nogueira e Mulher, acompanhados pelo proprietário da Civilização, a Coimbra e recebemo-lo junto à Porta Férrea. Seguiu-se um jantar num restaurante no Pátio da Inquisição, e a apresentação do livro e conferência no Anfiteatro V da Faculdade de Letras, repleto, e onde me coube fazer a apresentação do Embaixador Franco Nogueira.
Ao jantar fiquei ao lado do Embaixador Franco Nogueira, e no diálogo que encetámos disse que no futuro seria recordado como o biógrafo de Salazar, mas para mim a sua, até então, obra mais importante era «As Crises e os Homens».
Passados estes anos, de 1985 a hoje, é a primeira vez que, de forma sucinta, falo do meu conhecimento com o Embaixador Franco Nogueira. Desse tempo guardo a documentação que então foi gerada.
No tempo do seu Centenário, é com orgulho que trago à luz deste tempo esta Memória.
*

Free web page counter