\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos, 2015/2016 - VI

terça-feira, dezembro 22, 2015

Desabafos, 2015/2016 - VI

Estamos na semana do Natal. Mas cada ano que passa, o Natal que se celebra perde mais um pouco da religiosidade que foi a sua génese. Hoje ninguém celebra o Natal como a Festa da Família, o nascimento do Filho de Deus. O Natal de hoje é apenas a celebração do consumo, tornado religião.
Sabe-se que a igreja católica instituiu a celebração do Natal, substituindo as celebrações pagãs do Solstício de Dezembro. Mas mesmo esta data era comemorada com grande sentimento e significado religioso.
O tempo actual, no qual o milenar Cristianismo é algo que não deve ser nomeado, tem novo paradigma quanto à Religião, considerando-a dispensável à vida do Ser Humano, permitindo que seja vista como algo do passado, totalitária e como tal desprezível.
Hoje, o se afirmar Cristão é motivo, sim, de desprezo, de menoridade face ao progresso que a civilização deste século XXI defende. Mas essa ideia de progresso imanente ao tempo presente, não é mais que uma ilusão ao destruir Princípios e Valores que foram os pilares da Civilização Cristã, que moldou a Europa e o Mundo no respeito pela dignidade da Pessoa Humana.
Por isso, celebrar a Nascimento de Cristo, nos Valores da Família, mais do que um acto de coragem, é dizer bem alto que ser-se Católico hoje em Portugal e na Europa é um acto de Cidadania plena e responsável.

Um Santo e Feliz Natal.
Mário Casa Nova Martins
Rádio Portalegre, 21 de dezembro de 2015
*

Free web page counter