\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos, 2016/2017 - II

terça-feira, setembro 27, 2016

Desabafos, 2016/2017 - II

Portugal está a ser governado por extremistas de Esquerda. Vive-se um regresso ao denominado «Verão Quente de 1975», após as nacionalizações, as ocupações de casas e terras, tudo em nome de uma ideologia totalitária o Comunismo, seja ele de cariz Leninista ou Trotskista.
Para se voltar a esses tenebrosos tempos só faltam as prisões arbitrárias em nome daquele totalitarismo, hoje encarnado por um partido denominado Bloco de Esquerda.
Tendo no seu seio, como militantes ou como simpatizantes gentes, que pertenceram a grupos terroristas como a “LUAR” ou as “Forças Populares 25 de Abril”, o futuro não se afigura risonho.
O actual Partido Socialista, tal como o Partido Menchevique na Rússia nos tempos da Revolução, vê-se ultrapassado pelos novos Bolcheviques portugueses, o Bloco de Esquerda, que pretende construir uma Nova Sociedade de matriz totalitária.
A continuar neste rumo, Portugal será a Venezuela da Europa, e tal como naquele país, não faltará muito que tudo falte!
O Bloco de Esquerda quer destruir a economia de mercado. O Bloco de Esquerda quer acabar com a propriedade privada. O Bloco de Esquerda ataca a Igreja Católica. O Bloco de Esquerda ataca os Valores da Ética e da Moral atacando a Instituição Família.
A classe média portuguesa apoia este partido, e agora vê-se atacada. Por isso, só se pode dizer que tem o que merece.
Que venham os novos impostos, que subam os actuais impostos, que a classe média portuguesa paga! Que continue a votar no Bloco de Esquerda, e que vá para os Goulags que estes radicais de Esquerda lhes preparam!
À “Liberdade ou Morte” dos radicais do Bloco de Esquerda, a classe média portuguesa prefere a morte. Que assim seja!
Mário Casa Nova Martins
Rádio Portalegre, 26 de Setembro de 2016

Free web page counter