\ A VOZ PORTALEGRENSE: Infinito

sexta-feira, julho 11, 2008

Infinito


Queria,
Beijar a tua boca
Tocar nos teus seios
Entrar nos teus segredos
Sem medos o prazer crescia,
Em nós.

Sós,
Deixar o tempo correr
Poder nos teus lábios ler
Que não é sonho mas realidade
Em que a palavra saudade,
Não existe.

Viver,
Onde o sol nunca se ponha
O horizonte infinito
E num grito
Que o amor se revele,
Belo.

Desejar,
De rosas te rodear
Onde quer que estejas
Poder dizer
Nos teus olhos ver,
Que também me desejas!

m

Free web page counter