\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos 2017/2018 - XVI

terça-feira, maio 08, 2018

Desabafos 2017/2018 - XVI

Os escândalos sucedem-se no Palácio de São Bento, onde está o Parlamento português. Não havia necessidade.
Por um punhado de euros, presidentes de partidos políticos, secretários-gerais de partidos políticos, deputados, gente que se julgava que estava acima de qualquer suspeita, afinal não passam de meros oportunistas, para quem o ser-se político, ser-se deputado da nação, é somente uma forma de usar o cargo em benefício, em proveito próprio, e, claro, familiar.
Num país com cultura cívica, com valores democráticos, estas situações tornadas públicas só tinham um desfecho, um final, que era a imediata demissão dos cargos que ocupavam.
Contudo, em Portugal há um ditado popular que diz que «a culpa morreu solteira», significando que o pequeno delito, a pequena criminalidade quando praticada por quem tem poder na sociedade, seja a forma de poder que for, fica sempre impune.
A impunidade daqueles políticos, que por um punhado de euros têm a sua carreira política suja, é uma evidência. Tornados públicos estes casos de pequena corrupção, os visados dizem-se inocentes, escudam-se em argumentos baseados em leis que eles próprios fizeram e aprovaram, para se justificarem perante a sociedade.
Uma sociedade assim é uma sociedade doente, uma sociedade putrefacta, sem futuro, e que arrasta o país para o opróbrio.
Mas esses políticos há muito que perderam o sentido do servir a causa pública, e nada se importam com o que a sociedade deles pensa, o importante é continuar a ocupar os cargos para deles obterem o maior proveito para si e família. Tudo por um punhado de euros!
Rádio Portalegre, 7 de Maio de 2018

Free web page counter