\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos 2017/2018 - XII

terça-feira, março 13, 2018

Desabafos 2017/2018 - XII

A água, esse bem precioso, tão precioso é que sem ela não havia vida na Terra.
Mas o romantismo sobre a importância da água confronta-se com o seu desperdício em países onde ela é farta, como é o caso de Portugal.
Em Portugal, mesmo nos anos mais adversos não devia haver falta de água, seja para consumo da população, fosse para a rega na agricultura.
Porém, mal há um período de menos pluviosidade, logo se sente a falta de água, quer para a agricultura, quer em determinados aglomerados populacionais.
E tudo isto acontece por culpa de quem tem o ordenamento do território.
No tempo presente, são fundamentalmente as barragens que, como reservatórios, permitem o armazenamento da água que depois chega às populações e também permite a agricultura.
Mas, que também se diga, que sempre que é público um projecto de construção de nova barragem, logo minorias da Esquerda radical se opõem à sua construção. Aliás, se essa gentalha tivesse conseguido a não construção da Barragem do Alqueva, cuja importância é vital para Portugal, como estaria hoje o Alentejo?
Por tudo isto, para evitar problemas coma água, entre outras, é imperioso a construção da Barragem do Pisão, no norte do Alto Alentejo.
Há décadas que as estruturas do CDS dos concelhos na qual a Barragem do Pisão estará e servirá, se têm batido pela sua construção.
E hoje mais do que nunca, o CDS defende a construção da Barragem do Pisão.
Rádio Portalegre, 12 de Março de 2018

Free web page counter