\ A VOZ PORTALEGRENSE: Portalegre - Autárquicas 2017 - I

quinta-feira, janeiro 12, 2017

Portalegre - Autárquicas 2017 - I

*
Autárquicas 2017 – Portalegre – I
*
Adelaide traída pelos seus
*
O inesperado da vitória só foi suplantado pela maioria absoluta alcançada.
Mas em breve o ‘albergue espanhol’ que eram as listas, principalmente a da Assembleia Municipal, começou a confundir o interesse concelhio com os interesses pessoais, e entre insultos e dissidências, principiou a desmoronar-se.
O que se previa um quadriénio de trabalho e paz política, transformou-se em prazo breve numa guerra em que o pessoal era lei, em detrimento da governação, que os munícipes esperavam e desejavam
Que se diga que houve elevação na dissidência em uns, e boçalidade noutros. E quem perdeu em toda esta situação foi o Concelho de Portalegre.
Uma autarquia com uma dívida colossal para a sua dimensão, fez com que o dia-a-dia fosse um sufoco económico, onde a principal prioridade era a diminuição dessa dívida, sempre sob o espectro de se chegar ao extremo da incapacidade de cumprimento quer salariais, quer a fornecedores.
Mesmo assim, a par da diminuição da famigerada dívida, foi possível o cumprimento do programa eleitoral nas áreas mais necessitadas. Contudo, é compreensível que muitíssimo ficasse por fazer.
Com o aproximar do novo acto eleitoral, a recandidatura é um facto, se bem que agora os dados, as circunstâncias são outras, muito diferentes do que eram há quatro anos.
Há abandono de gente que era mais-valia, tal como há “ratos a abandonar o barco”, se bem que estes são conhecidos habituais em circunstâncias idênticas.
É preciso encontrar novos e sólidos apoios, reconstruir as listas aos órgãos autárquicos com gente que queira servir e não servir-se, e que seja credível e séria. Há que começar de novo, com novo programa eleitoral, novos objectivos consubstanciados numa equipa que seja fiel ao mandado para o qual é eleita.
Há tanto a fazer por Portalegre e em Portalegre!
*

Free web page counter