\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos, 2015/2016 - XIV

terça-feira, abril 12, 2016

Desabafos, 2015/2016 - XIV

Pelas piores razões, Angola volta a ser notícia. A prisão por delito de opinião de mais de uma dezena de angolanos, põe uma vez mais a nu o regime autocrático de Angola, que desde a independência tem à frente um governo liderado pelo MPLA.
Não seria notícia o apoio à autocracia angolana por parte do PCP, sempre ao lado das ditaduras, sejam elas a de Cuba ou da Coreia do Norte, ou sejam eles partidos totalitários como são todos os partidos comunistas marxistas-leninistas, ou grupos terroristas.
Notícia é um partido que se diz democrata-cristão, o CDS, apoiar a falta de liberdade em Angola.
O CDS de Assumpção Cristas votou no parlamento ao lado do ortodoxo PCP a não condenação do regime angolano pela prisão de cidadãos seus num acto anti-democrático e totalitário.
Mas a verdade que o CDS de Assumpção Cristas, no seguimento do CDS de Paulo Portas, há muito que se tornou num partido de interesses, porta-voz de interesses corporativos que nada têm a ver com a Democracia-Cristã que diz professar.
Hoje os Valores do CDS não passam de interesses. O CDS é um partido lobista. O CDS caminha para um gueto, do qual dificilmente sairá.
A ideia de que a Direita votará no CDS apenas porque é o partido mais à direita no parlamento tem os dias contados. A ideia que a Direita está refém do CDS sempre foi uma falácia, como mostram os diferentes resultados eleitorais em também diferentes eleições.
A continuar neste rumo, o CDS transformar-se-á num partido dispensável para a Direita.
Um lamento, um profundo lamento, tendo em o caminho que o CDS liderado por Assumpção Cristas está a trilhar.
Mário Casa Nova Martins
Rádio Portalegre, 11 de Abril de 2016

Free web page counter