\ A VOZ PORTALEGRENSE: Violação de alemãs

sexta-feira, janeiro 08, 2016

Violação de alemãs

*
Desde que os soviéticos invadiram a Alemanha no final da Segunda Grande Guerra Mundial, que nunca tantas alemãs tinham sido estupradas e violadas por toda a Alemanha numa só noite como na madrugada de 31 de Dezembro para 1 de Janeiro de 2016.
Ilya Ehrengurg deve sentir-se feliz e realizado, lá no Inferno onde jaz!
O que os soviéticos fizeram foi um crime de guerra tipificado nas Convenções, mas a justificação para tal barbárie foi a ‘paga’ pelo que os alemães fizeram às mulheres russas quando da invasão da União Soviética. Como diz o ditado popular, «amor com amor se paga».
Contudo, o que agora se passou é totalmente diferente. A violação em massa de mulheres alemãs por homens identificados foi um acto de puro sexo não consentido, um crime punível por lei.
Mas dados os factos, sabe-se que ninguém será punido pelo acto de violação sexual. Quando não se quer levar até às últimas consequências actos desta e de outra natureza, criam-se comissões de inquérito, fazem averiguações, e no final, também como diz outro datado popular «a montanha pariu um rato»!
Parece que a mulher alemã pode ser estuprada e violada sem que haja punição para o violador! Ou pelo menos é o que parece que acontece na Alemanha.
Mas a mesma canalha que praticou os crimes de estupro e violação, pratica-os com a mesma impunidade nos abrigos para refugiados.
Em suma, a Alemanha é hoje em dia um país em que os direitos das mulheres e das crianças, porque também elas têm sido vítimas desses crimes, são “letra morta”.
Viola-se a alemã da mesma forma que em 1945. E as autoridades alemãs são cúmplices deste crime.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter