\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos

quarta-feira, janeiro 23, 2013

Desabafos

Janeiro frio e chuvoso. Também o sol nos tem visitado amiúde. Em suma, tempo da época.
Mas é um tempo que traz tristeza, angústia, incerteza, mal-estar.
É triste ver a situação económica, financeira e social do país.
É uma angústia não se saber com que contar a tantos níveis.
Como é incerto o amanhã.
Que mal-estar este de não se acreditar que o futuro será melhor.
A solidariedade apregoada é uma mentira.
Mentira e mentiras convivem com a ganância e a opulência.
Já nem as igrejas são porto-de-abrigo, também elas mais preocupadas em recolher dízimos para glória terrena.
É neste cenário que se vive, um cenário no qual a matéria de tudo toma conta.
A literatura que vende e a televisão que é vista são produtos nos quais os sentidos mais baixos são elevados à categoria de cultura. Nunca o Homem teve tanta qualidade de vida e nunca a destruiu com tanta velocidade. Em tempo algum a ciência esteve tão desenvolvida, e tão mal utilizada é.
Os paradoxos do tempo presente são tais e tantos, que só a bestialidade humana os consegue explicar.
Quando nos maravilhamos face a uma obra de arte, seja pintura, escultura ou outra, ficamos extasiados face á sua beleza, e sentimo-nos transportados para uma outra dimensão.
Mas o Mundo está cada vez mais feio, mais longe da criação divina original.
Guerras em tantas partes do Mundo, todas elas com o interesse económico subjacente, destroem os sentimentos mais nobres do Homem, e conduzem-no ao retrocesso, a estados de barbária que se julgavam impossíveis de repetir.
E Portalegre é um micro-espelho do que acabámos de expor.
in, Rádio Portalegre, Desabafos, 22/01/2013
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter