\ A VOZ PORTALEGRENSE: A falência (anunciada) de um Hotel

quarta-feira, janeiro 04, 2012

A falência (anunciada) de um Hotel

Entre o real e o imaginário
Congress Hotel & SPA Turismo São Mamede ***
Mas é uma não-notícia! Desde o início da sua construção que se sabia que seria um nado-morto. Então porque é que foi construído? Pois é, uma forte neblina de interesses como que esconde as razões da sua construção, melhor, quem dela beneficiou directa ou indirectamente.
Em Portalegre acontecem coisas assim. Ainda melhor, este tipo de ‘coisas’ aconteceu no período do ‘fugitivo’, dez anos de péssima administração autárquica que terminaram com a fuga às responsabilidades de quem destruiu o Futuro de Portalegre.
E para eu não fiquem dúvidas, chamamos à atenção para dois factos.
Em primeiro lugar, está em construção um supermercado na denominada avenida da meia-encosta (um caminho sinuoso, cheio de altos e baixos, perigosíssimo, incompleto), sem a menor viabilidade económica. Mas foi, está a ser construído!
Em segundo lugar, a comunicação social local voltou a agitar-se em torno da construção de uma nova escola da GNR na cidade. Pois, espere-se, sentado, a sua, a dita construção.
Mário Casa Nova Martins
_______
_ "O hotel não paga salários há quatro meses, nem os subsídios de férias (2011) e de Natal (2010 e 2011). No total, são sete salários que estão por pagar", disse À Lusa o coordenador da União de Sindicatos do Norte Alentejano (USNA), Diogo Júlio.
"Quinze dos trabalhadores suspendem esta terça-feira o contrato, mas nos últimos dias outros sete já o fizeram", explicou.
De acordo com Diogo Júlio, a administração do "Congress Hotel and SPA Turismo São Mamede" explicou aos funcionários que "não tem dinheiro" para pagar os salários, situação que, segundo o sindicalista, "não deixa margem" aos trabalhadores.
"Acabámos o ano a fechar empresas e abrimos o ano a fechar mais empresas", lamentou o sindicalista.
Contactada pela Lusa, a administração do "Congress Hotel and SPA Turismo São Mamede" escusou-se a prestar declarações sobre esta matéria.
Diogo Júlio reforçou as preocupações com a situação, afirmando que o turismo é apontado como uma das áreas de "futuro" para o Alentejo.
"O encerramento do hotel não é só um problema para os trabalhadores, é também um problema para a cidade e para a região, pois quando se aposta que o desenvolvimento pode chegar através do turismo ficamos assim limitados", disse.
O "Congress Hotel and SPA Turismo São Mamede" foi inaugurado a 15 de Junho de 2009, pelo então secretário de Estado do Turismo, Bernardo Trindade.
A unidade hoteleira, situada junto à zona industrial de Portalegre, substituiu o histórico hotel D. João III, localizado no centro da cidade e a aguardar que seja alvo de um novo projecto.
Com um investimento total de oito milhões de euros, que incluiu uma comparticipação estatal de dois milhões de euros, o "Congress Hotel and SPA Turismo São Mamede" estava integrado, na altura da inauguração, num conjunto de quinze projectos turísticos regionais, com apoios da tutela de 7,4 milhões de euros.
A unidade, de três estrelas, foi construída numa área superior a três mil metros quadrados, conta com 84 quartos, duas suites, SPA, restaurante, três salas de congressos e uma piscina com espaço envolvente.

Free web page counter