\ A VOZ PORTALEGRENSE: Os cães ladram e a caravana passa

sexta-feira, novembro 25, 2011

Os cães ladram e a caravana passa

Os cães ladram e a caravana passa
.
Hoje em dia as gerações mais novas, e não só, não sabem o que quer dizer, o que significa a expressão ‘capitães de abril’. De tal não virá grande mal ao mundo, pelo contrário, limitam-se a não saber que os ditos ‘capitães de abril’ são uma corporação com interesses de índole económica, e que foram o embrião de um golpe de estado em 25 de Abril de 1974.
Mas as consequências dos actos dos ‘capitães de abril’ foram muito para além dos seus interesses corporativistas, transformando-se em ‘cartilha política’ assente em três desideratos, os três D’s. Democratizar, descolonizar e desenvolver são o leitmotiv da actual Terceira República, da qual os ‘capitães de abril’ se sentem ‘fundadores’.
Os ‘capitães de abril’ há muito que criaram uma associação, também ela de índole corporativa, visto o seu objectivo principal ser a perpetuação de uma vassalagem aos ‘heróis de abril’, fundamentalmente em termos económicos.
E, precisamente, sentindo que a classe militar estava perder privilégios, de ordem económica, evidentemente, eis que dois daqueles ‘capitães de Abril, daqueles ‘heróis de abril’ vêm a terreiro ameaçar as gentes de novo golpe de estado!
Mas ‘o tiro saiu-lhes pela colatra’… Os dois ‘heróis de abril’ caíram no ridículo… Os dois ‘capitães de abril’ foram caricaturados da forma mais baixa no semanário Expresso pelo ‘caricaturista de serviço’, e que acima reproduzimos.
Os dois ‘capitães de abril’ não esperariam que a sociedade civil os tivesse em tão baixa conta, a ponto de ser bem certo o provérbio popular, «os cães ladram e a caravana passa»!
Um dos ‘heróis de abril’ é um consumado terrorista que os ‘brandos costumes de índole estado-novense’ permitiram que não pagasse pelos crimes das assassinas “FP – 25 de Abril”. O outro dos ‘heróis de abril’ é useiro e vezeiro em tiradas pseudo anti-fascistas, que só assustam papalvos. Ambos são o pior que o golpe de estado de 25 de Abril de 1974 produziu. Que descansem em paz!
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter