\ A VOZ PORTALEGRENSE: O Grande Vencedor

terça-feira, junho 07, 2011

O Grande Vencedor

Vimos à denominada ‘noite eleitoral’ do passado domingo dia 5 de Junho fazendo zapping televisivo. E nem por uma vez ouvimos algum jornalista ou algum comentador profissional fazer referência ao principal vencedor daquelas eleições legislativas, Aníbal Cavaco Silva.
Pelo menos em Portugal, a memória política é curta, melhor, cada vez mais curta.
Ninguém recordará que foi Aníbal Cavaco Silva quem pela escrita de um artigo no semanário Expresso em 27 de Novembro de 2004, intitulado «Os políticos e a lei de Gresham» deu o ‘trunfo’ que faltava ao então presidente da República Jorge Sampaio para demitir o Governo de coligação PSD-CDS, liderado por Pedro Santana Lopes?
Ninguém se lembra que após ser reeleito Aníbal Cavaco Silva iria dissolver a Assembleia da República para que o PSD regressasse ao Governo? E o PS ‘minorou’ danos maiores ao país, criando as condições para a dissolução da AR.
Na comunicação social passa a ideia de que foi o Bloco de Esquerda quem forçou a queda do Governo, e que foi eleitoralmente punido por isso. Mas a verdade é que se criou uma ‘cortina de fumo’ para que o real destabilizador político, Aníbal Cavaco Silva, seja ‘poupado’. O BE funcionou como bode expiatório.
É evidente que Cavaco Silva ‘jogava’ na maioria absoluta do PSD, e aí perdeu. A próxima coligação do PSD com o CDS, partido que detesta (quem não recorda a deselegante forma como José Ribeiro e Castro, então líder do CDS, foi publicamente tratado por Cavaco Silva na noite da sua primeira eleição?), irá ser ‘cozinhada em lume brando’, e não tardará muito que surjam ‘conflitos’ com os ministros do CDS.
Não podendo ser reeleito, Cavaco Silva tudo fará para que o seu partido, o PSD, se liberte do CDS. Nem que para tal tenha que provocar uma nova crise política.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter