\ A VOZ PORTALEGRENSE: Vítor Luís Rodrigues

terça-feira, março 22, 2011

Vítor Luís Rodrigues

P R I M E I R O M A N I FE S T O D A P R I M A V E R A

UM SÍMBOLO PARA OS DISSIDENTES NACIONAIS

Eu sou Dissidente Nacional e assumo o símbolo aqui editado, que tem aparecido na Net. Quem mais o assume?
Basta copiá-lo e usá-lo. Não é de «ninguém» - é de todos os dissidentes activos.
É um desafio que se lança a todos os portugueses ainda livres.
Afirmando as verdadeiras cores nacionais de Portugal, ele exprime a Nacionalidade Portuguesa fundamental, expurgada da simbologia «oficial» do sectarismo esquerdista, o «verde-rubro» republicano, Jacobino, da Carbonária e de todas as seitas pseudo-humanistas a cheirar a bafio que nos reduziram a «este país», que nem isso já quase somos. Sob este sinal, é Portugal que está de volta! Que o Vermelho guarde o sangue vertido tragicamente em todas as lutas pela Pátria e pelos portugueses. Que o Azul, tão 'lusíada', nos eleve a Soberania Política, a inteligência, e o domínio espiritual de nós próprios e da Cultura!
No final deste Ciclo Histórico preparemos já o próximo - é o momento de rectificar todas as manipulações e absurdos!
Façamos um voto Rebelde e Futurista! Não é um regresso ao Passado - mas o caminho para o Futuro.
Teremos de avançar sob as cores certas - que vamos levantar uma Guerra por Portugal!
Contra a «ideologia oficial», contra os inimigos da Pátria e da Vida, contra a sua «política», contra o seu «sistema» e contra os seus homens. Por Portugal - E Mais Nada. Está na Hora - Eles Têm de ir embora! - gritaremos.
Fora do arco ideológico autorizado, definido pelo território do velho humanismo igualitário e pelos dogmas da filosofia dos direitos humanos, nenhuma teoria política ou económica atrai a atenção dos meios de comunicação.
Os mais brilhantes espíritos vêem-se obrigados a mutilar o seu pensamento para agradar, não à "opinião pública" que não existe, mas sim aos censores da «ideologia ocidental oficial» (1).
Amigos, Companheiros e Camaradas: revoltemo-nos contra todas as mutilações!
Ousemos não querer «agradar» ao Erro e à Mentira! Pela Revolução Nacional!
Vítor Luís
A 21 de Março, dia do Equinócio da Primavera de 2011
(1) Guillaume Faye, in "El Vacío Intelectual"

Free web page counter