\ A VOZ PORTALEGRENSE: Sport Lisboa e Benfica

sexta-feira, outubro 08, 2010

Sport Lisboa e Benfica

in, Público.Terça-feira 5 Outubro 2010.29
(Primeiro) Objectivo alcançado

Até ao momento, o Sport Lisboa e Benfica averbou na época oficial portuguesa de 2010/2011 quatro derrotas em oito jogos. Perdeu a Taça da Liga e também na primeira, segunda e quarta jornada da Liga ZON Sagres.
Agora a Liga tem uma interrupção, devido a dois jogos da selecção dita nacional, mas que não é mais do que um conjunto de jogadores portugueses e brasileiros, estes de segunda categoria.
É facto público e provado que o SLB foi prejudicado pelo árbitro no jogo em Guimarães. Mas aquele árbitro é o mesmo que no Estádio da Luz não considerou um golo do Benfica, tendo a bola entrado totalmente na baliza, jogo em que o adversário ganhou por 1-0 em 17 de Outubro de 2004. E que tem no seu nefasto currículo inúmeros momentos em que prejudica o SLB.
Em Portugal, os árbitros corruptos continuam impunes!
Face aos maus resultados, apenas havia um caminho a seguir, que era procurar no mais curto espaço de tempo o SLB alcançar o segundo lugar, o qual dá acesso a pré-eliminatórias da Liga dos Campeões. E face ao tempo presente, é mais importante que o Sport Lisboa e Benfica esteja presente na Liga dos Campeões, do que vencer a Liga em Portugal. É a economia.
À sétima jornada da Liga, o SLB já só depende de si próprio porá alcançar o objectivo de entrar na época 2011/2012 na Liga dos Campeões. Quanto a vencer a Liga, embora ainda haja muitas jornadas em disputa, tal afigura-se difícil. Mas não por demérito do Benfica, mas porque jornada após jornada sucedem-se casos de arbitragem em que o SLB é prejudicado e o actual líder é beneficiado.
E os benefícios de arbitragem para com o actual líder começaram logo na primeira jornada, quando ganha na Figueira da Foz por 1-0, com um penalty por pertença ‘mão na bola’, marcado aos 84 minutos.
Seguiu-se na terceira jornada outro benefício em Vila do Conde, penalty contra não assinalado num jogo arbitrado por um árbitro que antes de o ser pertencia à claque oficial do clube que beneficiou. Um claro derrube de Tarantini na área. E não se refere que quando do primeiro golo, o guarda-redes da ‘casa’ é violentamente abalroado e tem que ser substituído por lesão.
E o mesmo aconteceu na sétima em Guimarães, novo penalty contra não assinalado.
Decididamente, em Portugal, os árbitros corruptos continuam impunes!
Mário Casa Nova Martins
*
Para que a memória não esqueça!
Mas no passado há muito mais.
Apenas mais um exemplo:
A verdade e tão só a verdade!

Free web page counter