\ A VOZ PORTALEGRENSE: Essa de Cueirós

domingo, outubro 24, 2010

Essa de Cueirós

UM ANO PARA (CONTINUAR A) COMEMORAR
ou HÁ VIDA PARA ALÉM DO ORÇAMENTO

2010 será, para alguns profetas da desgraça cósmica, um ano catástrofe.
2010 é, para todos os portugueses -supersticiosos ou não, tanto faz!-, um ano catástrofe.
2010, para a União Europeia, foi instituído como o ano do combate à pobreza e à exclusão social. Na interpretação dos competentes e inspirados governantes que zelam por todos nós, este lema será por cá cumprido na íntegra, apenas sendo sujeito a uma ligeira rotação de 180 graus... Na nossa própria terra, para não fugir a esta regra de ouro, as coisas passaram-se, e vão continuar a passar-se, à imagem e semelhança desta saudável prática. Apenas com menos dinheiro...
Mas não vale a pena desesperar por tão pouco, porque viver no Burundi, na Coreia do Norte, na Nigéria, no Cazaquistão ou no Haiti parece que é ainda pior... Apenas se pagam por lá menos impostos.
Agora, depois das estonteantes, comoventes e dispendiosas comemorações da Primeira e mui saudosa República e após a banal salvação dos mineiros chilenos, ficámos reduzidos à quotidiana atracção da fascinante Casa dos Segredos. O que é relativamente pouco para entreter a malta...
Por isso, e para ultrapassar a crise, propõe-se aqui um singelo jogo para os próximos serões.
Trata-se de encontrar as semelhanças e diferenças entre estes três quadros:
Antecipando eventuais críticas, declara-se que quem interpretar a moldura como uma tarja de luto está a ser claramente mal intencionado...
Aceitam-se respostas, na Redacção (por mail, fax, telegrama, recado, bilhete postal ou correio expresso), até ao final do corrente mês.
Aos autores das três respostas consideradas mais completas, promete-se um diploma das Novas Oportunidades e um lugar de candidato -por escolha dos vencedores- às próximas eleições presidenciais, legislativas e autárquicas (locais, daqui).
Se nenhum dos partidos nacionais hoje em funcionamento aceitar tais integrações nas respectivas listas, tudo se fará por inventar outro, novinho em folha, dotado de suficiente abertura democrática e inerente criatividade.
Acresce que, para integrar o júri deste concurso e devido às suas demonstradas provas de capacidade e isenção, vão ser convidados os senhores presidentes da República, do Conselho de ministros e da Câmara Municipal de Portalegre.
Se, por remota hipótese, alguma destas personalidades rejeitar o honroso convite, informa-se que a lista de suplentes inclui António Luís Goucha, Costinha, Lili Caneças, Gilberto Madaíl, Carlos Cruz, Júlia Pinheiro, o senhor professor Carlos Queirós, Cinha Jardim, Pinto da Costa, José Castelo Branco e o deputado Ricardo Gonçalves, entre outros e outras.
2010 deve ficar escrito a letras de ouro nos anais da História Pátria e este é o nosso modesto mas sincero e empenhado contributo cultural nesse sentido.
Essa de Cueirós

Free web page counter