\ A VOZ PORTALEGRENSE: Jaime Crespo

terça-feira, junho 29, 2010

Jaime Crespo


 
Do blogue "Filhos de Nisa", retirei o seguinte texto, assinado pelo Dr. José Manuel Basso, membro da Associação Política Renovação Comunista, ex-presidente da Câmara e eleito deputado municipal nas eleições de Outubro nas listas do PS.
_
«PROPOSTA DE TEXTO DE MOÇÃO A APRESENTAR À ASSEMBLEIA MUNICIPAL DE NISA EM 28 DE JUNHO DE 2010
A degradação da vida municipal atingiu nivel tal que deixou de ser algo que preocupa uma elite de intervenientes na vida política e civica local.
Está generalizado na população forte sentimento de crítica e preocupação pelo estado a que chegou a situação municipal a todos os níveis e o caminho que segue o concelho.
1.A falta de transparência e comunicação inadequada é substituida cada vez mais por mera propaganda
2.A arrogância que está instalada com atitudes a afastar cada vez mais,dentro do municipio, concelho e diáspora,nisenses de dar contributo para engrandecer a sua terra e o seu concelho. É chocante,particularmente o afastamento de tantas dezenas de homens e mulheres que com trabalho voluntário ,das mais variadas formas,há muitos anos dão o seu melhor sem nada pedir em troca. Em contraste ,permite-se e até se estimula muitas vezes a chamada e entrega de altas responsabilidades municipais a quem em vez do amor à terra apenas «ama» os seus interesses pessois,com situações de «ganhos» consentidos a todo o tipo de oportunistas ,a roçar aspectos de mercenarismo político.
3.A situação é tanto mais grave num contexto de descalabro financeiro em que,a este nivel, já nem ao menos se sabe qual é,de facto, a real dimensão e profunda gravidade.
4.Assiste-se s a um constante apagamento de elementos da memória material e imaterial do concelho e das suas populaçoes,com casos de completa descaracterização.
5.A evolução negativa dos principais projectos de desenvolvimento do concelho dói quando se utilizaram tantos milhões de euros e ,por incompetência absoluta,os resultados visíveis para a população são escassíssimos,face ao desvirtuamento e deturpação na orientação da sua gestão ,ao arrepio completo do espírito originário.
6.A desigualdade de tratamento a cidadãos,trabalhadores e associaçãoes atinge niveis nunca vistos mesmo se recuarmos ao antes do 25 de Abril.
7.A postura de isolamento institucional não tem precedentes na história recente.
A Assembleia Municipal tem o dever ético e político de saber corresponder ao sentimento que hoje passa pelas populações do concelho,pelo que ,face ao exposto e o mais que se pronunciará em intervenção detalhada na reunião,se propõe a aprovação de uma moção de censura à actuação da Presidente da Câmara,responsável principal pelo estado de coisas a que se chegou.
Nisa, 24 de Junho de 2010
Dr. José Manuel Basso
_
A diferença de trato dado às diferentes freguesias é absolutamente inadmissivel.
A postura de afastamento das populações.

COMENTÁRIO:
A postura de afastamento das populações.»Como neste país já mada me espanta, contém no entanto, tanto a intenção da moção de censura como o texto ser apresentado pelo Dr. Basso e por um papelucho distribuído à população como sendo da lavra da Renovação Comunista.
Da quase inutilidade desta moção de censura já todos sabem, pois não tem a Assembleia poderes para destituir o executivo camarário e dela mais não restará que uma réstia de ressabiamento político acompanhado de má língua quanto baste.
Significativo vir o texto assinado por um eleito independente nas listas do PS e não pelo PS no seu todo. está este partido a abrir brechas? Será o cheiro dos tachos (futuros...) que começa a toldar algumas mentes?
Veremos como a moção será amanhã votada.
Outra parte da moção não menos intrigante é vir asssinada pelo Dr. José Manuel Basso, anterior presidente. Algumas das calamidades por ele apontadas ao executivo de Gabriela Tsukamoto não vem já dos tempos da sua presidência? Apenas foram agravadas pelo efeito bola de neve.
A Albergaria Penha do Tejo, hoje ao abandono foi um projecto do Dr. Basso, tal como a concepção ideológica do complexo termal, agora tão criticado.
Lá diz o povo que "presunção e caldos de galinha cada um toma o que quer"
O PSD, como lhe compete vai gozando o panorama e a triste figura que os cavaleiros da esquerda vão protagonizando em Nisa.
Jaime Crespo

Free web page counter