\ A VOZ PORTALEGRENSE: Crise em Gaza

quinta-feira, junho 03, 2010

Crise em Gaza

Manuel Musullam diz que o Hamas garante
a liberdade de culto a todas as religiões

Padre católico em Gaza:
"Vivemos no Inferno"

Numa entrevista ao Expresso, que será publicada na edição de sábado, Manuel Musullam, padre católico de Gaza, diz que os palestinianos vivem, no território, "como escravos de Israel".
Clique para aceder ao índice do dossiê Nova crise em Gaza


Manuel Musullam diz que o Hamas garante a liberdade de culto a todas as religiões
"Gaza é o inferno, sofremos o terror da guerra e, agora, vivemos como escravos de Israel, o povo vive como os animais", diz Manuel Musullam, apelidado pelos palestinianos de "padre resistente".
De 72 anos, Musulllam foi durante os últimos 14 anos responsável pela Paróquia de Gaza e é, actualmente, Presidente da Comissão Islâmico-Cristã da Palestina. Falou ao Expresso, esta tarde, em Paris, onde se encontra para o lançamento do seu livro "Curé à Gaza" (edições "l'Aube", escrito em parceria com o jornalista francês Jean-Claude Petit).
Frontal e sem papas na língua, diz: "mais importante do que a comida, é a liberdade". "Queremos a liberdade, agradecemos aos mártires que morreram por nós no barco atacado por Israel, eles são o símbolo da esperança e da ternura, mas nós não queremos apenas o fim do bloqueio de Gaza, queremos o fim da ocupação israelita, o fim desta humilhação, e ser livres como todos os povos do Mundo!", exclama.
Palestiniano e católico, Manuel Musullam diz que o Hamas garante a liberdade de culto a todas as religiões. "Existe liberdade não apenas para os católicos, mas para todos os cristãos", sublinha, antes de concluir: "O primeiro-ministro do Hamas, Ismail Haniyeh, telefonou-me há 15 minutos e pediu-me para dizer ao mundo que não somos terroristas, que queremos apenas a nossa libertação", conclui.

Free web page counter