\ A VOZ PORTALEGRENSE: Anti-semitismo

sábado, junho 19, 2010

Anti-semitismo


A História da Alemanha no período da Guerra Civil Europeia de 1914–1945, continua em muitos aspectos por escrever. Melhor, por reescrever.
Uma das acusações feitas á Alemanha é de que durante o período do Nacional-Socialismo utilizou gordura humana para fabricar sabão.
Em Março passado, em Montreal, Canadá, surgiu para venda, na montra de uma loja cujo proprietário é judeu, um sabão apresentado como fabricado pelos nazis durante a Segunda Guerra Mundial com gordura humana.
O sabão está colocado na vitrina do estabelecimento com uma placa estampada com uma suástica que diz “Polónia 1940″.
Dada a importância do facto histórico, fizeram-se testes, forenses, científicos, análises, que provaram a completa falsidade do que estava à venda. Ou seja, era mentira que o sabão fosse feito com base em restos humanos.
Episódios como este dão força às teses revisionistas sobre os Crimes contra a Humanidade, que aconteceram durante a Segunda Guerra Mundial, praticados e julgados no Tribunal de Nuremberga, o tribunal dos vencedores.
Numa altura em que Israel pratica o genocídio do povo Palestiniano, quando Israel asfixia Gaza com um bloqueio que viola as mais elementares regras internacionais, casos como o do falso sabão com restos humanos, contribuem para descredibilizar um País e um Povo, e ‘alimentam’ o anti-semitismo.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter