\ A VOZ PORTALEGRENSE: Feira do Livro de Lisboa 2010

terça-feira, maio 04, 2010

Feira do Livro de Lisboa 2010

Cumpriu-se a tradição: fomos à Feira do Livro de Lisboa.

Desde o ano passado que há novidades quanto a espaços e pavilhões. Se em 2009 havia o espaço da Leya, este ano, além deste, também a Porto Editora tem também espaço próprio. Sem dúvida que hoje são estas duas editoras as dominantes no mercado livreiro em Portugal.
Mas, tal como dissemos no ano passado, os novos pavilhões são mais pequenas e as editoras levam apenas as ‘novidades’ e o ‘fundo de catálogo’ deixou de estar presente.
Muita gente no Parque Eduardo VII, muitas sessões de autógrafos, com destaque para a de António Lobo Antunes, tempo ameno, enfim, tudo se conjugou para um dia de festa em que a Cultura e o Livro são ‘reis’.

Evidentemente que, ao contrário do que acontece em todas as outras sedes de concelho do distrito de Portalegre, este ano na sede do concelho de Portalegre não vai haver Feira do Livro. Vá lá saber-se o porquê!
*
Este ano a ida à Feira do Livro coincidiu com o dia 1.º de Maio. Foi no estacionamento anexo ao Parque Eduardo VII que estacionou um conjunto significativo de autocarros, provindos de diferentes partes do país. Gentes com bandeiras e tarjas, ranchos folclóricos e bombos, deram cor e vida a uma festividade num tempo cinzento para Portugal e para os portugueses.
O cortejo iniciou-se junto à estátua do Marquês de Pombal, sendo visível a fotografia do Papa Bento XVI na frontaria de um dos prédios, como que a abençoar aquela gente refém de sindicatos e de políticos, cada um à sua e da sua maneira, que são os responsáveis pela crise económica em que mergulhou Portugal.

Portugal atravessa um tempo de grande turbulência económica e social, tudo por culpa da classe política que governa o país e da que está na oposição. Como diz o Povo, ‘é tudo farinha do mesmo saco’.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter