\ A VOZ PORTALEGRENSE: Luís Filipe Meira

domingo, janeiro 31, 2010

Luís Filipe Meira

Cinema is Action / Cinema is Emotion
Samuel Fuller
No Meu Leitor de DVD...
.
As sugestões de hoje vão para três filmes que retratam períodos diferentes da história de Itália.
La bella Itália, país de tesouros artísticos incalculáveis – é o país que tem o maior número de Patrimónios Mundiais da Unesco (44) – aliados a belezas naturais imensas, que o torna o 5º destino turístico do mundo. A bela Itália que tem Veneza, ao que dizem a mais bela cidade do mundo e Roma que foi o centro da Civilização Ocidental e o berço do Renascimento. Hoje é a 3º cidade mais visitada da UE e unanimemente considerada uma das mais belas cidades antigas do mundo.
Itália, país desenvolvido – o 18.º no Mundo – pleno de contrastes. Terra de pintores como Michelangelo, Leonardo da Vinci e Botticelli, escritores e filósofos como Dante, Petrarca e Maquiavel, compositores como Vivaldi e Rossini, cineastas como Visconti, Fellini, Antonioni, Pasolini e Sergio Leone ou actores como Sophia Loren, Marcello Manstroianni, Anna Magnani ou Claudia Cardinalli.
País rico a norte e paupérrimo a sul onde vão reinando com maior ou menor impunidade diversas máfias das quais as mais conhecidas são a Camorra na zona de Nápoles, a Ndrangheta na Calábria e a Cosa Nostra na Sicília. País que viu o escritor Roberto Saviano entrar na clandestinidade depois de escrever Gomorra um livro que denunciava a exploração exercida pela máfia napolitana no mercado da contrafacção de vestuário.
A bela Itália que já viu no poder Benito Mussolini, Giulio Andreotti ou Silvio Berlusconi, país em que os comunistas liderados por Enrico Berlinguer estiveram próximos do poder. A Itália que conviveu com o medo do terrorismo das Brigadas Vermelhas que chegaram a raptar e a assassinar o antigo primeiro-ministro Aldo Moro, num processo nebuloso e também ele cheio de contradições.
A bela Itália, país que na prática chegou a ser governado pelo poder judicial durante a Operação Mãos Limpas.
.
Três filmes, três perspectivas sobre três períodos da História Italiana
_ Novecento (1900)
de Bernardo Bertolucci c/ Robert de Niro e Gerard Depardieu.
Um longo épico que nos conta a história de dois homens durante a crise politica italiana na primeira metade do séc. XX.


_ O Caimão de Nanni Moretti com Silvio Orlando, Margherita Buy e Nanni Moretti.
Berlusconi é o alvo, mas a confusão da vida italiana também está magnificamente retratada.

_ Il Divo de Paolo Sorrentino com Toni Servillo, retrato impiedoso do antigo primeiro-ministro Giulio Andreotti que governou a Itália a seu belo prazer durante sete mandatos até que a super poderosa máfia achou que já era tempo de mudança….
Il Divo não é um grande filme, ainda assim torna-se arrepiante porque é construído sobre factos verídicos.

Luís Filipe Meira

Free web page counter