\ A VOZ PORTALEGRENSE: Sionismo

domingo, novembro 22, 2009

Sionismo

ISRAEL
Escolas ensinam a matar crianças “inimigas”

Rabis das chamadas “Hesder Yeshivas” – escolas ortodoxas que combinam ensino militar e religioso, subsidiadas pelo Estado – ensinam aos alunos-soldados que “há razões para matar bebés gentios (não judeus)”.
A situação foi revelada numa reportagem do “El País” e a razão apontada é “a futura ameaça que representam se forem criados por pais malvados”.
Para estes rabis, cristãos e árabes (gentios) são considerados seres inferiores, frequentemente perigosos e sempre de desconfiar.
Nas 62 escolas existentes os estudantes são também incitados a quebrar a hierarquia militar em nome da religião.
O jornal destaca o contraste que existe na Cisjordânia, onde a Autoridade Palestiniana controla com mão de ferro o ensino religioso e impede o incitamento ao ódio contra judeus.
E relembra que os próprios EUA já elogiaram os esforços do Governo palestiniano, que recebe, com 24 horas de antecedência, os sermões a pregar nas mesquitas à sexta-feira.
in, Expresso, 21 de Novembro de 2009 - PRIMEIRO CADERNO 37
*
Judaísmo contra as outras Religiões do Livro
.
O jornal espanhol El País e o jornal português Expresso, podem ser acusados de muita coisa, mas jamais de anti-semitas. Muito pelo contrário, sempre têm apoiado Israel e a sua política terrorista contra o Povo Palestiniano.
Então, esta situação em Israel é indiscutivelmente grave, para o português falar da reportagem do espanhol.
Todavia, há muito que se sabe que a minoria Cristã é ultrajada em Israel, e só o medo quer do Vaticano, quer da Cristandade em geral, da acusação de anti-semitismo tem impedido que este Holocausto Cristão em Terras Bíblicas seja denunciado.
Quanto aos Palestinianos, sabe-se que hoje na Faixa de Gaza vive-se pior que no Gueto de Varsóvia na primeira metade dos anos quarenta do século passado. Aqui, a comunidade mundial nada faz contra o Holocausto Palestiniano.
Israel continua impune face às atrocidades que pratica, esquecendo-se, quiçá, que ‘nada é eterno’!
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter