\ A VOZ PORTALEGRENSE: Portalegre no seu 'melhor' - II

sábado, setembro 19, 2009

Portalegre no seu 'melhor' - II

.
Legislativas 2009 - Portalegre
.
O PROFESSOR ATÉ QUERIA FALAR,
MAS ELES NÃO DEIXARAM...


Moura Fernandes queria reflectir e filosofar


Os bombos de Nisa enchem a Praça da República, em Portalegre. Ao fundo, o ecrã do camião multimédia dos socialistas, que segue a caravana para todo o lado, transmite as proezas da governação, mostrando auto-estradas e enunciando as medidas concretizadas pelos socialistas, dos “medicamentos genéricos gratuitos para idosos”, até ao “aumento histórico dos salários mínimos”. A população concentra-se nessa zona, já artilhada com o merchandising distribuído pela JS. Poucos minutos antes de Sócrates chegar, os jornalistas são informados de que não vai ser só folclore. A abrir os discursos estará um “professor catedrático” da terra: Moura Fernandes, sexagenário, amigo de liceu de Miranda Calha, figura popular em Portalegre.Sócrates não o conhece, mas Rui Simplício, presidente da federação distrital do PS, sim – e receia o seu academismo. Antes de Moura Fernandes iniciar a sua intervenção quer saberdo seu discurso, O professor saca das seis folhas manuscritas que tinha previsto ler, onde “estão reflexões, algumas filosóficas”. Simplício manda que as guarde no bolso. “As pessoas querem que grites PS e dês uns vivas. Simplifica. Só tens dois minutos.” À SÁBADO, Moura Fernandes lamentou-se: “Queria falar mais, mas aqui o chefe não deixa...”
.
in, Sábado, 17 de Setembro de 2009, pg. 64

Free web page counter