\ A VOZ PORTALEGRENSE: Luís Filipe Meira

sexta-feira, setembro 11, 2009

Luís Filipe Meira

O Mundo a Preto e Branco

Ou

As Duas Faces da Mesma Moeda

.
O Verão é por excelência a estação das coisas efémeras, a estação onde os amores são – não foi o meu caso – quase sempre passageiros, a estação em que a pele muda e volta rapidamente à mesma cor, a estação onde se constroem castelos na areia que o mar destrói no seu vai-vem. O Verão é, nobre conclusão, a estação do vai e vem. A estação onde as canções se mastigam e deitam fora, e se muitas delas deixam o sabor do momento, outras nem por isso.
Lançados que estão os dados, vamos ao jogo, que se prende naturalmente com canções. Duas canções têm marcado este Verão duma forma quase indelével, canções que são completamente antagónicas na sua essência, mas que têm mais pontos comuns do que possa transparecer.
Uma delas chama-se I Gotta Feeling, é o novo sucesso dos Black Eyed Peas, a banda de Los Angels que já vendeu 30 milhões de discos em todo o mundo. Esta, dizem os autores, é a canção perfeita anti-stress para começar o fim-de-semana, a canção que se canta a caminho de uma festa e que configura o desejo supremo do divertimento, Tonight´s Gonna Be a Good Night. A produção é brilhante, e os vídeos promocionais são perfeitos até na forma como retratam os excessos e os pecados do mundo de hoje.
A outra canção tem também um power tremendo. Vem já do ano passado e integra-se numa estética militante. Chama-se The Price of Silence, e faz parte de um projecto elaborado em colaboração para celebrar o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos Humanos.
O tema foi gravado por um grupo de artistas mais ou menos conhecidos, marginais ao mainstream, oriundos de países como a Jamaica, Sudão, México, Colômbia, África do Sul, França, Argélia ou Tibete. A produção é tão brilhante como a do tema dos Black Eyed Peas, se bem que os objectivos, a consciência e a forma de estar sejam lapidarmente diferentes.
No vídeo de I Gotta Feeling, filmado na mítica Hollywood Blvd., aparece em destaque um letreiro que diz Life is Beautiful.
Em The Price of Silence, registado na sede das Nações Unidas em New York, grita-se que unidos vencerão e que acreditam num mundo de amor e igualdade. As arrepiantes Imagens do sorriso de meninos armados até aos dentes que fazem parte da guerrilha nos países africanos também não são esquecidas neste vídeo.
Aqui temos o exemplo de duas canções emblemáticas, que nos mostram duas facetas dramáticas da realidade do mundo em que vivemos. Ainda assim dois bons momentos de produção musical, onde a imagem vale mais que as palavras…
Luís Filipe Meira
.
PS – Não é possível ‘copiar’ o vídeo para o blogue.
.

The Price of Silence

Free web page counter