\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos

sexta-feira, janeiro 23, 2009

Desabafos

Passou despercebido o décimo aniversário da moeda única europeia, o Euro. Foi no primeiro dia de 1999 que a nova moeda, primeiro sem existência física, se tornou realidade. De facto, o Euro existe na forma de notas e moedas desde 1 de Janeiro de 2002, e como moeda escritural desde 1 de Janeiro de 1999.
Inicialmente foram onze os países que aderiram, mas passada uma década já são dezasseis, e outros querem vir a aderir.
No inicio, países como Portugal, com uma fraca economia, muito dependendo do exterior e com uma moeda, no caso o Escudo, fraca, foi um período difícil, no qual os preços dos bens como que duplicaram, sem que os rendimentos do trabalho ou outros acompanhassem aquela galopante subida.
Hoje, face à gravíssima crise económica, Portugal tem melhores condições de resposta, pelo facto de ter o Euro como moeda.
A fragilidade da economia portuguesa está a sofrer fortemente com a crise, e se a sua moeda fosse o Escudo, esta teria já sofrido históricas desvalorizações. Assim, com o Euro, e com um Euro forte face ao Dólar e à Libra, é mais fácil contrariar os efeitos da recessão que invadiu a União Europeia, e consequentemente Portugal.
Com o Euro, foi possível construir a denominada Zona Euro, um espaço económico que assim faz frente a outros blocos económicos. E quanto mais forte estiver o Euro, mais investimento se fará nesta zona, porque é compensador. A vitalidade da economia da Zona Euro permite que os investidores alcancem mais-valias superiores às que encontram fora dela.
Saúde-se, pois, o sucesso do Euro.
in, Rádio Portalegre, Desabafos, 23/01/09
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter