\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos

sexta-feira, janeiro 16, 2009

Desabafos

Em 1929, tinha Hergé 22 anos, é quando Tintin parte para a então União Soviética, onde decorre a sua primeira aventura. Passados oitenta anos, Tintin está mais jovem que nunca. E a memória de Hergé continua uma referência.
Para o público português, Tintim surgiu pela primeira vez em 1936, na publicação «O Papagaio». Mais tarde tem a sua própria revista, onde, a par das suas aventuras, surgem outras aventuras e outros heróis da Banda Desenhada, como, por exemplo, Blake e Mortimer, Corto Maltese ou Asterix.
É um facto notável a longevidade de Tintin. Hoje, lêem-se as suas aventuras com uma frescura só possível pela qualidade gráfica e principalmente pela intemporalidade da história. Sempre houve bons e maus, heróis e vilões, verdade e mentira, ódio e amor. De tudo um pouco contém cada aventura de Tintin, que vai calcorrear o Mundo, sempre na defesa dos fracos e dos injustiçados.
A Ciência tem papel de relevo nas aventuras de Tintin. A sua ida à Lua é futurista, tal como a televisão a cores. A queda de um meteoro, a existência de vida extraterrestre, traz consequências à Humanidade. As guerras contra o narcotráfico, contra as ditaduras, pelo controlo das matérias-primas, são factos políticos presentes na obra de Tintin.
Tintin continua tão actual como desde o primeiro momento em que aparece em «Le Petit Vingtième», o suplemento para crianças do diário belga editado em Bruxelas «Le Vingtième Siècle».
No passado dia 10 de Janeiro, Tintin fez oitenta anos. O Mundo lembrou-o e celebrou-o nesta ocasião especial. Também o fizemos.
in, Rádio Portalegre, Desabafos, 16/01/09
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter