\ A VOZ PORTALEGRENSE: Crónica de Nenhures

terça-feira, dezembro 09, 2008

Crónica de Nenhures

8 e 9 Dezembro de 2007, em Lisboa
.
O Inferno na Terra
.
A África do Sul é a principal responsável pelo que se passa no Zimbabué. Ao dar apoio político a Roberto Mugabe viabiliza a política racista deste “proclamado” “herói de África”.
Mas também a Comunidade Mundial é co-responsável pelo genocídio do Povo Zimbabueano. E, logicamente, Portugal também é actor neste drama. O actual Governo tudo fez para que Mugabe estive presente na Cimeira União Europeia - África, realizada em Lisboa há uma ano, 8 e 9 Dezembro de 2007. As ditas “
boas consciências” calam-se, mas há que lembrar a ignomínia!
Passado justamente um ano, o Zimbabué continua, se possível, numa situação ainda mais dramática. E Mugabe continua como se nada se passasse.
A epidemia de cólera que grassa no Zimbabué mostra a que ponto chegou aquela Sociedade. Os refugiados junto às fronteiras limítrofes são aos milhares. A repressão sobre a Oposição é brutal. Mas tudo se passa sem que haja a coragem de fazer frente à loucura sanguinária de Mugabe.
Há muito que se sabe que as sanções económicas não “metem medo” aos Ditadores e às Ditaduras, como é exemplo flagrante na Cuba dos Irmãos Castro. Elas apenas dão argumentos aos Ditadores para justificarem as políticas de insucesso económico que levam a cabo, para aumentarem a repressão sobre o Povo que subjugam, e para se perpetuarem no Poder, gerando “dinastias”. Uma vez mais, Cuba é um exemplo. E também a Coreia do Norte.
Agora a União Europeia reincide nas sanções económicas sobre o Zimbabué. Persiste no erro! Quem as vai sentir e sofrer é o Povo, e não a nomenklatura Zimbabueana liderada por Mugabe.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter