\ A VOZ PORTALEGRENSE: Miradouro

quinta-feira, outubro 23, 2008

Miradouro



Portalegre não tem tradição na edição de revistas. Ao contrário, contam-se pelas dezenas os títulos de jornais que fazem parte da História da Imprensa em Portalegre.
Mas no ano de 1989, a excepção surgiu com a revista «Miradouro». Entre Junho e Outubro saíram três números da «Miradouro».
Propriedade da PUBLIARVIS, Publicidade e Artes Visuais, Lda., tinha como Director António Martinó Coutinho, e no Conselho de Redacção figuravam António Ventura, Aurélio Bentes Bravo, Carlos Garcia de Castro, Luís Bacharel e Maria de Deus Bravo.
Qualquer dos números teve uma tiragem de 1.000 exemplares e um custo unitário de 150$00.
À época, muitos colaboraram na «Miradouro», como é o caso de António Martinó Coutinho, António Ventura, Aurélio Bentes Bravo, Carlos Afonso, Carlos Garcia de Castro, "Fénix", Hélder Pacheco, Henrique Videira Costa, Isilda Garraio, José Guilherme Madeira Maduro, José Heitor Patrão, J. Martins dos Santos Conde, Luís Bacharel, Manuel Inácio Pestana, Maria de Deus Bravo, Maria Guadalupe, Maria Helena Freire, Maria Manuela Mendes Dias, Maria Tavares Transmontano, Mário da Cruz Mouro, Mário Freire, Sérgio Palma, Rui Manuel Dias Loução, Rui Real, "Zé Ninguém".
A larga maioria "repete" todos os números, mas diminui o número de colaboradores do primeiro para o último. Alguns já faleceram, outros deixaram a escrita. Uma época da História da Cultura em Portalegre.
Entretanto passaram dezanove anos.
Capas simpáticas, abordando no interior temas que a Comunidade sentia como próximos, deixou um vazio, pese embora a curta vida. Uma revista amável.
Hoje, recordá-la é trazer do Passado uma Semente, e dar-lhe Vida.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter