\ A VOZ PORTALEGRENSE: Crónica de Nenhures

segunda-feira, outubro 20, 2008

Crónica de Nenhures

O exemplo dos Açores
.
Ontem os Açores deram uma verdadeira lição de Democracia. Ao ter sido alterado o sistema eleitoral, de três partidos com assento parlamentar, com as novas regras passou-se a seis. Se antes PS, PSD e CDS estavam representados, agora além destes também o BE, o PCP e o PPM.
Com a criação de um círculo especial que “recolhe” os votos dispersos que não serviam para eleger qualquer deputado regional, o CDS viu a sua representação acrescida, e os outros três, PPM, PCP e BE, passaram a fazer parte da Assembleia Regional dos Açores.
Se o mesmo acontecesse no Continente, a Democracia seria melhor vivida e representada.
Mas os grandes vencedores da noite são sem dúvida o BE e o CDS.
O BE nunca estivera representado, e como se tal não bastasse, alcançou mais um deputado que o rival PCP. A extrema-esquerda ficou com três representantes.
O CDS, moribundo no Continente, que não na Madeira, como que ressuscita nestas eleições. Nelas alcança o segundo melhor resultado de sempre nos Açores e passou de um para cinco deputados.
A altíssima abstenção, mostra que, pese a renovação da maioria absoluta do PS, há forte desencanto, e os partidos da oposição, sem excepção, não conseguiram levar os eleitores às urnas de voto. As suas propostas de alternativa não chamaram novos eleitores, ou fizeram regressar antigos.
Não se sabendo hoje em dia em que quadrante ideológico se situa o PPM, poder-se-á dizer que à Direita, apesar do bom resultado do CDS, falta mais representatividade.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter