\ A VOZ PORTALEGRENSE: Crónica de Nenhures

sexta-feira, outubro 03, 2008

Crónica de Nenhures

Memória do Terceiro Milénio
.
Em Fevereiro de 1984 a Administração da Editorial Resistência, S.A.R.L., enviou uma circular aos assinantes das revistas Economia e Gestão e Terceiro Milénio, na qual era dito que devido à crise económica e aos custos de edição, se interrompia a edição destas revistas, passando os temas daquelas a ser tratados na revista Resistência.
Assinávamos as três. E foi com compreensão, mas dor, que aceitámos o irreversível. Mais tarde também a Resistência acabou.
Recordando aqueles tempos, foi uma Batalha Heróica aquela que a Editorial Resistência travou. Hoje já não há Gente que tanto arriscasse, quer em termos financeiros, quer em termos humanos. Não eram tempos para a Direita. Como de outra forma os não são hoje.
A revista Terceiro Milénio, cujo Director era o Professor Doutor António Marques Bessa, era pioneira na temática que apresentava e discutia. Era uma revista avant-garde. De início era difícil lê-la, mas depois começando a compreender-se os temas em análise, ficava-se com a noção do avanço das ciências clássicas e a par do estudo e apresentação de novos ramos científicos, como a Etologia, então embrionária.
A Terceiro Milénio glosava o próprio título, era uma revista futurista. Também o interesse do Director pela Ficção Científica fazia da revista um laboratório de experiências de escrita. Era única!
Hoje faz falta uma revista como o Terceiro Milénio.
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter