\ A VOZ PORTALEGRENSE: A Vida Quotidiana na Palestina

segunda-feira, julho 21, 2008

A Vida Quotidiana na Palestina

A Banalidade do Mal
.
Uma “frase feita” diz que «uma fotografia vale mais do que mil palavras». E assim é. O jovem alvejado é mais um Mártir da Causa Palestiniana. A Barbárie do acto mostra a que ponto chegou a Consciência de Israel face à Palestina.
O acto do Soldado Israelita não é isolado. Naquele momento é Israel que descarrega a munição sobre o indefeso Povo Palestiniano, porque vendado e amarrado! A Consciência de Israel mostra-se perante o Inimigo despojado da sua Arma, a Bandeira da sua Pátria. Aquele Jovem Palestiniano, como se vê no vídeo, carrega como Arma perante os Soldados de Israel a Bandeira da Palestina, que agita ao vento, em sinal de Amor à sua Terra, ao seu Povo, à Pátria Palestiniana.
É fácil perceber que o Soldado Israelita não agiu por mote próprio. Ele está rodeado de outros Soldados que preparam a Vítima para o Holocausto. Todos são actores desta Cena, não de Guerra mas de Barbárie!
Israel mostrou ao Mundo que não está interessado na Paz. Num momento em que vigora uma Trégua entre Judeus e Palestinianos, são já inúmeros os acontecimentos que conduzem a que os Palestinianos, perante tanta provocação, façam um gesto contra Israel, para este poder “justificar” o fim da Trégua e continuar o Genocídio do Povo Palestiniano.
O Mal tomou conta daquela Terra e daquelas Gentes. Tornou-se uma banalidade
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter