\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos

sexta-feira, maio 16, 2008

Desabafos

Na campanha de recolha realizada nos passados dias 3 e 4 de Maio, a zona de actuação do Banco Alimentar Contra a Fome de Portalegre angariou cerca de 31 mil quilos de produtos alimentares. Estes bens alimentares serão distribuídos localmente a 2.700 pessoas com carências alimentares comprovadas, através de 29 Instituições de Solidariedade Social previamente seleccionadas para o efeito e supervisionadas pelo Banco. Acrescente-se que a campanha mobilizou cerca de 500 voluntários, que recolheram as contribuições efectuadas nos 69 supermercados onde foi organizada a recolha.
Com estes dados, o rácio pessoa/alimento é de 11,5 quilos. Em valor absoluto, mostra que a generosidade das dádivas suplantou anos anteriores, mas ainda fica muito aquém do necessitado. É que esses quilos a dividir por um ano dá uma média irrisória, 32 gramas por pessoa/dia.
A pobreza e todas as suas derivadas crescem em Portalegre. O fecho de unidades fabris, o fecho de unidades comerciais, a fuga de serviços, a ausência de novos investimentos, gerou uma situação nunca vista na região. Portalegre é hoje uma zona deprimida, onde o desemprego cresce e a fome aumenta.
E enquanto a situação social em Portalegre se agrava continuadamente, não se vê por parte das entidades públicas qualquer manifestação de solidariedade, quanto mais de ajuda. Tudo parece continuar num “mar de rosas”!
O concelho de Portalegre vai na próxima semana entrar em festa pela celebração, a 23 de Maio, da data da elevação a cidade e a sede de bispado. Mas hoje Portalegre é uma terra deserta de gentes e ideias, portanto sem Futuro. E quanto a bispo, é figura que não tem há meses, o último quis e foi-se embora.
in, Rádio Portalegre, Desabafos, 16/05/2008
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter