\ A VOZ PORTALEGRENSE: Desabafos

sexta-feira, março 07, 2008

Desabafos

O Comércio Tradicional já não é o que era. Foi há muito substituído pelo conceito de Centro Comercial. Estes cresceram como cogumelos, sem que as gentes do dito Comércio Tradicional dessem conta do que realmente se estava a passar. Quando então perceberam, já era tarde de mais. Da luta que encetaram em nome da sua própria sobrevivência, a estratégia que definiram foi ao contrário do que se esperava. O objectivo definido era querer obrigar que os Centros Comerciais tivessem um horário semelhante ao seu. Isto é, em vez de se adaptarem ao que era novo, quiseram que o “novo” regredisse para o que era “velho”. Claro que perderam em toda a linha.
Contudo, a existência de Centros Comerciais não foi negativo para todo o Comércio Tradicional. É que o que tinha qualidade sobreviveu. Sem dúvida que teve que fazer “concessões” ao “novo”, mas conseguiu o objectivo de continuar vivo. A aposta no profissionalismo e na qualidade de produtos e serviços foi a “receita” para o sucesso.
Hoje em Portugal existem oitenta e nove Centros Comerciais, e apenas cinco das dezoito capitais de distrito ainda os não têm. São duas no interior norte, Bragança e Guarda, e as restantes três no Alentejo, em Beja, Évora e Portalegre.
Quem visita Évora e Beja tem a ideia de que a inexistência de Centros Comerciais não impediu que o Comércio Tradicional se fosse modernizando e adaptando à chegada de superfícies comerciais de média dimensão, como são os Supermercados, que servindo de âncora viabilizam economicamente lojas instaladas na mesma área comercial.
Agora, quando chegar a vez de Portalegre ter o seu Centro Comercial, porque tudo o que existe com esse nome não tem dimensão para se definir como tal, como será?
in, Rádio Portalegre, Desabafos, 07/03/2008
Mário Casa Nova Martins

Free web page counter