\ A VOZ PORTALEGRENSE: Revista Atlântico

segunda-feira, março 24, 2008

Revista Atlântico

A “Atlântico” vai acabar
.
Se a revista “Atlântico” vai acabar, não sabemos, mas que por lá há problemas, disso não teremos dúvidas. O número deste mês, cuja capa editamos, não chegou a Portalegre. Problemas de distribuição? Quiçá, mas a verdade é que não se vende por cá. Na papelaria onde a compramos, éramos os únicos.
Mas para que se diga que antes de escrevermos, procurámos em todos os locais onde se vendem revistas, que são uma meia dúzia, e ninguém recebeu este mês a “Atlântico”. Compreendemos que os custos de distribuição são elevados e depois a revista ser devolvida quase na totalidade, representa despesa acrescida.
É pena que a revista não vingue. Não há muitas em Portugal, e nesta área político-ideológica é quase ou mesmo única.
A revolução gráfica recente não foi acompanhada de renovação de escribas, e os que surgiram de novo há muito que estão “esgotados”, caso de Vasco Pulido Valente. Ao ler-se a revista sente-se que não há um fio condutor. É um conjunto de indivíduos que escreve sempre sobre o mesmo tema, da mesma forma e conteúdo. Ora para se ler “mais do mesmo” não vale a pena despender dinheiro e energia física e mental com a “Atlântico”.
Também um pouco de modéstia intelectual não faria mal à maioria dos escribas, que se consideram “deuses do conhecimento”, cuja “verdade” é só a sua, deles... O “estilo Kapa” teve a sua época, hoje não faz qualquer sentido imitações.
MM

Free web page counter