\ A VOZ PORTALEGRENSE: Quarto Centenário do Nascimento

quarta-feira, fevereiro 06, 2008

Quarto Centenário do Nascimento

Primeira página de Historia do Futuro de uma edição de 1718
.
História do Futuro
.

Para satisfazer, pois à maior ânsia deste apetite e para correr a cortina aos maiores e mais ocultos segredos deste mistério, pomos hoje no teatro do Mundo esta nossa História, por isso chamada do Futuro. Não escrevemos, como Beroso, as antiguidades dos Assírios, nem, como Xenofonte, a dos Persas, nem, como Heródoto, a dos Egípcios, nem, com Josefo, a dos Hebreus, nem com Cúrsio, a dos Macedónios, nem, com Tucídides, a dos Gregos, nem, com Lívio, a dos Romanos, nem com os escritores portugueses as nossas; mas escrevemos sem autor o que nenhum deles escreveu nem pôde escrever. Eles escreveram histórias do passado para os futuros, nós escrevemos a do futuro par os presentes. Impossível pintura parece antes dos originais a retratar as cópias; mas isto é o que fará o pincel da nossa História.
in, História do Futuro, António Vieira, IN-CM, Janeiro de 1992, p.51

Free web page counter