\ A VOZ PORTALEGRENSE: SLB

segunda-feira, agosto 20, 2007

SLB

Quem não sabia que “isto” iria acontecer ou era “cego” ou burro.
Mas desengane-se quem pense que a crise se resolve com a mudança de treinador.
A crise não é económica mas sim de liderança. O presidente do Sport Lisboa e Benfica não tem capacidade para gerir a conflitualidade que o futebol profissional, em todas as camadas, gere.
E não é entregar a liderança da equipa sénior a um amigo, o espanhol José António Camacho, que o problema se resolve.
Tempos atrás salientámos o profissionalismo de José Veiga na sua passagem pelo futebol sénior do SLB. Hoje voltamos a fazê-lo, lembrando que desde o seu afastamento a meio da época passada deixou de haver coordenação naquela tão importante área do universo benfiquista. E os resultados estão à vista!

Da primeira passagem de Camacho pelo Benfica, ficou uma imagem de seriedade e competência. Com um plantel muito inferior ao actual, conseguiu dois segundos lugares na então Superliga, e na segunda época chegou aos oitavos-de-final da Taça UEFA e à conquista da Taça de Portugal.
Mas acima de tudo era um treinador motivado, com o objectivo, conseguido, de fazer um trabalho válido que lhe permitisse chegar a treinador principal do seu Clube do coração, o Real Madrid.
Hoje já não será assim. Fracassada a sua então segunda passada pelo Santiago Barnabéu, não mais voltou a treinar. Sem aquele objectivo, as portas fecharam-se-lhe definitivamente em Chamartín, é hoje um profissional sem a ambição de outrora, e de quem sempre se dirá que é o treinador do Benfica porque é amigo pessoal do presidente do Clube.
MM

Free web page counter