\ A VOZ PORTALEGRENSE: Nisa

quarta-feira, junho 27, 2007

Nisa

4 de Julho, no Cine Teatro de Nisa:
Quercus promove debate
"Exploração de urânio em Nisa? - Consequências e impactos"
No próximo dia 4 de Julho, pelas 20 horas e 30 minutos, a Quercus - Associação Nacional de Conservação da Natureza promove no Cine Teatro de Nisa, um debate sobre o tema "Exploração de urânio em Nisa? - Consequências e impactos"
O debate terá como moderador Nuno Sequeira - Presidente do Núcleo Regional de Portalegre da Quercus-ANCN e decorrerá em dois painéis: "Exploração de Urânio e Ambiente" e "Exploração de Urânio e Impactos Locais"
No Painel 1 - "Exploração de Urânio e Ambiente" serão apresentadas comunicações por Maria de Lurdes Cravo - Presidente da Assembleia Geral da Quercus e por António Eloy - Consultor de Energia e de Ambiente. Estão por confirmar as participações de Pilar Fuentes - Membro da Associação "ADENEX" e de João Rosmaninho de Menezes - Presidente do Instituto de Conservação da Natureza e da Biodiversidade
O Painel 2 - "Exploração de Urânio e Impactos Locais" integra José Pedro Fragoso de Almeida - Presidente da Associação dos Agricultores do Distrito de Portalegre, António Minhoto - Presidente da Associação Ambiente em Zonas Uraníferas e Gabriela Tsukamoto - Presidente da Câmara Municipal de Nisa; estando por confirmar a participação de Miguel Barreto - Director Geral da Energia e Geologia.
As reservas de urânio de Nisa foram descobertas em 1959 e estudadas em pormenor nas décadas seguintes. O jazigo de Nisa é considerado o maior do país, e estima-se que aí existam 4100 toneladas de urânio. Na comunicação social tem sido noticiado que a Direcção Geral de Geologia e Energia está a elaborar o caderno de encargos com vista à abertura de um concurso internacional visando a eventual atribuição da concessão de exploração das reservas de urânio de Nisa. A elevada cotação do urânio no mercado internacional indicia a viabilidade económica do empreendimento e justifica o grande interesse manifestado por consórcios e empresas multinacionais nessa concessão.
A Câmara Municipal de Nisa apoia a associação ambientalista QUERCUS na organização do debate do próximo dia 4 de Julho, que inicia um ciclo de debates visando o mais amplo esclarecimento sobre a exploração do urânio no concelho de Nisa e sobre as consequências ambientais e as incidências no desenvolvimento concelhio da eventual exploração dos depósitos uraníferos. A autarquia nisense manifesta igualmente a abertura para apoiar as iniciativas promovidas por outras instituições no mesmo sentido e que contribuam para o conhecimento e para a formação de uma opinião esclarecida que permita ao município e à população fazer as opções correctas. Interessa ponderar os eventuais “benefícios” da exploração do urânio num período limitado de tempo (seis a oito anos) e as valências do desenvolvimento sustentável baseado em vectores e prioridades estratégicas como do termalismo, o ecoturismo, o turismo de natureza, o turismo rural, os produtos tradicionais, o património, …

Free web page counter