\ A VOZ PORTALEGRENSE: Greve Geral

terça-feira, maio 29, 2007

Greve Geral

Amanhã é dia de Greve Geral. Este “instrumento nas mãos dos trabalhadores” há muito que atingiu o prazo de validade. Quer com isto dizer-se que no tempo presente não faz sentido uma “greve geral”.
Com uma economia globalizada, o que acarreta o triunfo de uma certa forma pouco saudável de capitalismo, o poder reivindicativo dos trabalhadores é fraco, pelo que ao contrário do “geral” só se pode lutar no “sectorial”. E mesmo assim, a greve só consegue dar frutos nos sectores em que a corporação tem forte poder negocial, ou naqueles que pertencem ao Estado, sempre frágil nestas contendas dado o seu próprio carácter e função.
Está condenada ao fracasso a Greve Geral de amanhã convocada pela central ligado ao PCP, a CGTP, a que se juntaram outros sindicatos não filiados nesta Central.
Pela comunicação social, é possível identificar o sector público e o sector dos transportas como os mais mobilizados e mobilizáveis, e como sempre os que mais problemas criam aos cidadãos no dia da greve. Tudo o mais é “folclore”, com a habitual disparidade de números da adesão entre sindicatos e Estado e à qual a população pouco importância dá.
Também pouca importância lhe dará o “eterno” líder da CGTP, Manuel Carvalho da Silva, que apenas fez greve uma vez na vida.
MM

Free web page counter